CAFÉS DO BRASIL MARKETING!

T Ó P I C O : Garçonetes semi-nuas na guerra das cafeterias

Informações da Comunidade

Criado em: 16/05/2006

Tipo: Tema

Membros: 1157

Visitas: 496.653

Mediador: Paulo Henrique Leme

Comunidade de Marketing do Café da Rede Cafés do Brasil. Dedicada a todos os agentes do agronegócio café e aos amantes do café.

Site: http://www.peamarketing.com.br

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Garçonetes semi-nuas na guerra das cafeterias


Autor: Edgard Alexandre Bressani

4.770 visitas

8 comentários

Último comentário neste tópico em: 09/02/2007 14:31:59


Edgard Alexandre Bressani comentou em: 31/01/2007 14:30

 

Garçonetes semi-nuas na guerra das cafeterias

 

Está valendo praticamente tudo, nos EUA, na guerra para enfrentar a Starbucks, que domina o mercado das cafeterias. A Cowgirls Espresso, que fica em Tukwila, cidade vizinha a Seattle, Estados Unidos, onde nasceu a Starbucks, apelou para garçonetes quase nuas, vestidas apenas com tops e saias curtas, para atrair mais clientes e concorrer com a gigante adversária, como testemunhou a agência Associated Press. Nos últimos dias, havia longas filas de carros na frente do "drive-through" do Cowgirls Espresso. Uma das garçonetes, Candice Law, usava trajes provocativos e estava na janela do estabelecimento e Toni Morgan, outra garçonete, vestia um top e parecia conhecer todos os clientes. No entanto, a maioria dos homens se negou a divulgar seu nome ou dar entrevista. "Ninguém quer admitir para suas mulheres que esteve aqui", comentou uma das garçonetes. A propósito, a Starbucks acaba de inaugurar, em São Paulo, as suas primeiras franquias brasileiras. Esperar-se, agora, que alguma concorrente nacional resolva usar do mesmo expediente da Cowgirls Espresso e brindar a freguesia com garçonetes igualmente ousadas. Veículo: Sinos Data: 30/01/2007 Estado: RS

Visualizar | |   Comentar     |  


Marilia Moreira comentou em: 01/02/2007 14:03

 

Café sexy - Pois nao é só a cerveja que apela para as mulheres de biquini

 

Cerveja nao é a unica bebida que recorre a mulheres de biquini para vender mais. Em Seattle, terra natal da Starbucks, e em cidades proximas, redes de cafeterias enfrentam a concorrência acirrada empregando como baristas mulheres que vestem tops, biquinis ou lingerie. Segundo noticia da AP, as cafeterias atendem pelos sugestivos nomes de CowgirlsEspresso, Moka Girls, The Sweet Spot Cafe e Bikini Espresso. Filas de carros nosdrive-through e faturamento quadruplicado sugerem que nao será uma moda passageira. Fonte: Blue Bus 01/02/07

Visualizar | |   Comentar     |  


Luigui Moterani comentou em: 07/02/2007 22:53

 

Déjà vu

 

Não deixa de ser uma notícia interessante, mas essa idéia de colocar atendentes voluptuosas com pouca roupa já é explorada desde 1983 pela rede HOOTERS. (www.hooters.com.br) Como a HOOTERS não mexeu em nada seu conceito original as roupas das garçonetes parecem um tanto quanto comportadas perto das Cowgirl Espresso, mas o conceito é o mesmo.

Visualizar | |   Comentar     |  


Edgard Alexandre Bressani comentou em: 08/02/2007 08:42

 

Exatamente

 

É sim uma idéia antiga. Conheço o Hooters. O café agora começa a buscar maneiras mais provocantes de atrair o consumidor.

Visualizar | |   Comentar     |  


Marilia Moreira comentou em: 08/02/2007 09:58

 

Marketing lamentável

 

Se é antigo ou não, esse marketing é, na minha opinião, um tanto quanto vulgar, de quinta, prá dizer a verdade. Vejam o que grande parte das brasileiras pensa do marketing das cervejas que usam e abusam da imagem "boa" das mulheres. Será que é preciso de belas pernas e curvas para vender café? Que tipo de cliente esses pontos de consumo pretendem atrair? Oras, mais criatividade nas estratégias!!

Visualizar | |   Comentar     |  


Luigui Moterani comentou em: 08/02/2007 19:50

 

 

Marília, concordo com você, mas veja que isso só acontece porque existem mulheres dispostas a aceitar essas condições impostas pela rede.

Visualizar | |   Comentar     |  


Adolpho Cyriaco comentou em: 09/02/2007 10:43

 

Exatamente

 

Edgard Alexandre escreveu:
 É sim uma idéia antiga. Conheço o Hooters. O café agora começa a buscar maneiras mais provocantes de atrair o consumidor.
Não só antiga como comum, lembro de um pequeno café no centro de Santiago, com 2 ou 3 belas garçonetes de colant, que desde 2001 lota e faz o maior sucesso, em que pese a caretice comum ao mercado chileno. Mas o aspecto a ressaltar é que essa não é uma ação de marketing mix em que "O café agora começa a buscar maneiras mais provocantes...", e sim uma simples tática de ponto de venda, utilizável com vários tipos de produto ("comestíveis" ou não).

Visualizar | |   Comentar     |  


Marilia Moreira comentou em: 09/02/2007 14:31

 

Analisando a tática

 

Caros, Será que essa tática de ponto-de-venda de produto (comestível ou não) fará frente à Starbucks? Sempre há uma razão para ser perder mercado. No caso, o que vocês imaginam como motivo? Teria sido o produto em si? Preços não competitivos? Serviço? Esse público que eles estão atraindo era o frequentador da concorrente? Continuo acreditando em estratégias mais criativas, modernas e inteligentes para seduzir os consumidores dos produtos (comestíveis ou não).

Visualizar | |   Comentar     |  



1