Rede Social do Café

T Ó P I C O : Em terras japonesas

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5023

Visitas: 20.168.096

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Em terras japonesas


Autor: Leonardo Assad Aoun

89 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 14/06/2018 06:46:34


Leonardo Assad Aoun comentou em: 14/06/2018 07:02

 

Em terras japonesas

 

Flávia Wolffowitz vai ao Japão para o 7º Concurso de Histórias Ilustradas, na cidade de Numazu

Por Carolina Marques/Folha da Região

japão-768x417

No próximo dia 25, a professora araçatubense Flávia Wolffowitz embarca para o Japão para participar do 7º Concurso de Histórias Ilustradas, na cidade de Numazu. Ela irá apresentar a obra “Terra da Esperança”, que conta a história da imigração japonesa no Brasil, que completa 110 anos em 2018.

O concurso, resgata a essência da performance das pessoas e suas histórias. Quando Flávia viu essa oportunidade, enviou sua obra para os organizadores que, logo, demonstraram interesse.

“Eu sempre tive o sonho de conhecer o Japão, desde de criança, quando frequentava uma igreja japonesa e então sempre tive interesse pela cultura desse país. Contar histórias sempre esteve em mim e na sala de aula eu consigo levar isso”, conta a educadora.
Obra

A história se inicia no Japão, com a personagem da avó tocando a música “Terra Natal” em uma gaita. Quando a neta questiona o porque de ela sempre tocar a mesma canção, a avó começa a contar as histórias da imigração japonesa. Na época, o país enfrentava uma crise econômica. Os japoneses, então, vieram para o Brasil para trabalhar na colheita de café.

Na apresentação, Flávia narra o livro ilustrado que contém 16 desenhos que ela mesmo criou e pintou com a técnica de aquarela. “Tem uma reprodução de como eram os cartazes convidando os japoneses para vir ao Brasil e um mapa da viagem de navio que durava 51 dias”, explica a artista. Após a apresentação, Flávia irá servir café para os convidados, “Eles vão provar o café do Brasil para saber o gosto do café brasileiro e por que os imigrantes vieram para cá”.

Com apoio da Associação Cultural Nipo Brasileira, Comunidade Yuba, Centro de Difusão da Língua Japonesa e de muitos Nipos Brasileiros que participaram com os relatos de vida de seus familiares, Flávia fez uma pesquisa para desenvolver a obra. Lendo livros, assistindo filmes sobre a imigração japonesa no Brasil, aprofundou-se no tema.

Também realizou entrevistas e ouviu histórias de pessoas que tiveram uma ligação com os imigrantes, “Elas sabiam que eu estava escrevendo o livro, então traziam até mim histórias de como foi a viajem de seus pais e avós. De quando eles trabalhavam na lavoura, causos, dificuldades na chegada ao Brasil, o que eles trouxeram na bagagem e da cultura japonesa em geral”, lembra Flavia.

Visualizar | |   Comentar     |  



1