Rede Social do Café

T Ó P I C O : Vietnã 5 x 1 Brasil

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5229

Visitas: 25.120.697

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Vietnã 5 x 1 Brasil


Autor: Eduardo Cesar

1.597 visitas

2 comentários

Último comentário neste tópico em: 05/08/2018 19:15:10


Eduardo Cesar comentou em: 03/08/2018 16:26

 

Vietnã 5 x 1 Brasil

 

Negócio Café - 03/08/2018

O Vietnã está ganhando do Brasil pelo placar 5 a 1. Não, não se trata de uma competição esportiva, mas do mercado de café. Mais precisamente, do volume das exportações mensais do produto.

Segundo dados da Organização Internacional do Café (OIC), o Vietnã exportou mais que o Brasil em 5 dos 6 primeiros meses de 2018. Na soma do período, o país asiático embarcou 16,32 milhões de sacas. O volume brasileiro ficou em 14,58 milhões.

Fonte: OIC

A OIC ainda não divulgou os números referentes ao mês de julho, mas outras fontes já indicam que o placar subiu para 6 a 1.

A participação do café brasileiro no total das exportações mundiais, entre janeiro e junho, foi de 24%. O Vietnã ficou com 26%.

Fonte: OIC

Virada possível?

No comparativo mês a mês, o máximo que o Brasil pode conseguir é empatar a disputa. No entanto, ainda é possível superar o Vietnã no volume total.

Para que isso aconteça, o ritmo dos embarques precisa melhorar bastante a partir de agosto.

A estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que a colheita da safra 2018/2019 seja de 58 milhões de sacas. Teoricamente, o país poderá dispor de cerca de 35 milhões de sacas desse total para atender o mercado externo.

Província de Da Lat, no Vietnã, onde se produz café arábica

Em um cenário otimista, é possível exportar mais de 3 milhões de sacas por mês. Em 2015 e 2016, a média brasileira para o período agosto-dezembro foi superior a isto.

A entrada da safra 2018/2019 no mercado, combinada com uma eventual redução no ritmo das exportações vietnamitas, poderá manter a coroa de maior exportador mundial de café com o Brasil. Mas é preciso reconhecer que o desafio é grande.

Negócio Café é uma revista digital especializada em cafeicultura, do grão à xícara. Assine gratuitamente.
 
Acompanhe nossas postagens no
Instagram e no Facebook.

Visualizar | |   Comentar     |  


Eduardo Cesar comentou em: 05/08/2018 19:32

 

Informações complementares

 

Editei a versão original da notícia e acrescentei o trecho abaixo:

Causas do baixo desempenho

Segundo a Conab, o Brasil colheu 45 milhões de sacas na safra 2017/2018. A produção nacional foi afetada por um ano de baixa produção nas lavouras de Coffea arabica e pela quebra na produção de Coffea canephora no Espírito Santo, causada por anos seguidos de seca.

Por sua vez, a safra 2017/2018 do Vietnã foi a maior da sua história. A OIC estima que foram colhidas 29,5 milhões de sacas.

Embora o Brasil ainda seja líder absoluto no volume produzido, o elevado consumo interno do país limita a quantidade que pode ser exportada. A estimativa é que tenham sido consumidas 22 milhões de sacas na temporada 2017/2018. Enquanto isso, o Vietnã consumiu apenas 2,5 milhões de sacas no período.

Negócio Café é uma revista digital especializada em cafeicultura, do grão à xícara. Assine gratuitamente.
 
Acompanhe nossas postagens no
Instagram e no Facebook.

Visualizar | |   Comentar     |  



1