Rede Social do Café

T Ó P I C O : #O uso da Braquiária como cultura de cobertura na lavoura de café

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5048

Visitas: 20.422.408

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

#O uso da Braquiária como cultura de cobertura na lavoura de café


Autor: Leonardo Assad Aoun

1.130 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 06/09/2018 07:10:00


Leonardo Assad Aoun comentou em: 05/09/2018 10:09

 

O uso da Braquiária como cultura de cobertura na lavoura de café

 

A braquiária possui todas as características para ser utilizada como planta de cobertura e seu uso traz inúmeros benefícios para o sistema de produção

A braquiária é uma excelente cultura de cobertura para ser cultivada nas entrelinhas da lavoura de café.  Segundo o pesquisador da Embrapa Dr. Omar Rocha, especialista nos benefícios da braquiária para a cultura do cafeeiro, as principais características esperadas para que uma espécie vegetal possa ser utilizada como planta de cobertura incluem: perenidade ou persistência por ressemeadura natural, facilidade de formação e estabelecimento, tolerância à mecanização, resistência à invasão por outras ervas daninhas e facilidade de ser erradicada. 

transferir
Braquiária nas entrelinhas da lavoura cafeeira

Nesse contexto, a braquiária se sobressai por atender todas as características, além de trazer ganhos ao cafeicultor tanto do ponto de vista econômico, evidenciado pela redução de custos devido ao menor número de roçadas e da necessidade de uso de defensivos para controle do mato, quanto do ponto de vista ambiental, aumentando a capacidade de armazenamento de água do solo em 20% devido a ação agregadora de suas raízes, a quantidade de matéria orgânica disponível e a atividade microbiológica.

Em resumo, os principais benefícios do uso da braquiária ao solo são:

  • Proteção contra erosão;
  • Adiciona, recicla e armazena nutrientes;
  • Reduz a temperatura e a evaporação direta;
  • Retém mais água. 

O processo de plantio é muito simples. Inicialmente, deve ser feito um bom preparo do solo através de uma gradagem e em seguida um semeio raso utilizando uma plantadeira de cereais ou outro equipamento a lanço. Nesse caso, deve-se incorporar cerca de 2 cm no solo para não deixar as sementes expostas ao sol. Uma dica interessante para essa operação é misturar as sementes em calcário ou fertilizantes para facilitar o ajuste da dosagem. 

A hora certa para iniciar o plantio é no início do período chuvoso, e o ideal é aproveitar quando houver maior incidência de luz nas entrelinhas, o que ocorre no período de formação da lavoura (1º e 2º ano de implantação) ou no momento da renovação através da poda. 

A Brachiaria Ruziziensis tem sido a mais utilizada para implantação em novas áreas, pois germina muito rápido, perfilha muito bem e proporciona uma maior cobertura do solo, além de não entouceirar, mas outros tipos também podem ser usados, como a Brachiaria decumbens. O mais importante é escolher uma marca de confiança, de tradição no ramo e que ofereça apoio técnico e plantas que possuam as seguintes qualidades fundamentais: vigor, germinação e grau de pureza.

A braquiária apresenta a característica de ser uma gramínea muito mais eficiente que plantas como o café em crescer, absorver nutrientes, água e produzir biomassa. Entre suas principais características destacam-se:

  1. Produz grande quantidade de material vegetal: quanto mais matéria orgânica se produz, mais quantidade de palhada haverá para cobrir a entrelinha;
  2. Produz um material vegetal de lenta degradação por apresentar alta relação carbono/nitrogênio e fibras longas, deixando o solo coberto por mais tempo;
  3. O sistema radicular da braquiária é extremamente desenvolvido ajudando na estruturação do solo e dificultando que ocorra erosão. Após ser roçada, as raízes da planta morrem e se decompõe, o que ajuda a aumentar o teor de matéria orgânica no solo e sua estruturação. 

É necessário manter o plantio apenas na entrelinha do café para que não ocorra competição severa entre eles com perdas significativas para a lavoura cafeeira. Também é importante acompanhar a disponibilidade de água no solo e intervir com roçadas na época da seca e em caso de longos veranicos.

O Uso da Braquiária como cultura de cobertura na lavoura de café já foi tema no Canal Papo de Cafeicultor. Se você já assistiu ao vídeo, relembre as dicas. Caso ainda não tenha assistido, aproveite para tirar suas dúvidas sobre o assunto - https://www.youtube.com/watch?v=kxYd9TKueUA 

A Germibras foi a empresa parceira que apoiou o vídeo e o seu representante em nossa região é o Técnico Agrícola Giovani Morato de Nova Resende – Contato: (35) 9 9207-7077.

Autor: Guy Carvalho

Fonte: Guy Carvalho

 

Visualizar | |   Comentar     |  



1